Share on FacebookShare on LinkedIn

Um leitor do Dinheiro pra Viver mandou a seguinte pergunta:

“Onde eu poderia investir R$ 50 mil no Brasil? Na verdade, pensei em deixar os R$ 50 mil por um ano e outros 20 numa outra aplicação em que eu pudesse fazer retiradas (seria a tal da liquidez diária?!). Tesouro? CDB? LCI?”

Veja o que recomenda Pedro Raffy Vartanian*

A quantia de R$ 50 mil poderá ser aplicada em um CDB (Certificado de Depósito Bancário) sem liquidez, que geralmente tem retorno maior, ou em LCI/LCAs que apresentam isenção do imposto de renda.

Uma opção é escolher alguma instituição do site Poupa Brasil ou outra, de preferência que ofereça retornos superiores a 100% do CDI no CDB. As aplicações são garantidas pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito) até R$ 250 mil.

Para os R$ 20 mil restantes, que exigem uma aplicação com liquidez diária, as opções são:

  • Os CDBs com liquidez, que alguns bancos remuneram com até 100% do CDI;

  • Ou o Tesouro Direto, com a intermediação de alguma corretora que não cobre taxa de corretagem (veja a lista das corretoras e as tarifas).”

Pedro Raffy Vartanian é consultor econômico, professor de economia da Universidade Presbiteriana Mackenzie e comentarista econômico em jornais, internet e televisão. Publicou diversos artigos, com destaque para uma pesquisa sobre o Mercosul que recebeu o prêmio de Economia Mundial “José Luis Sampedro”, na Espanha. (ver LinkedIn).


Como achar o CDB sugerido

Essa foi a recomendação de Pedro Raffy. Acrescento que, além do Poupa Brasil, outras boas ferramentas para você encontrar CDBs com alta rentabilidade são o Yubb e o Renda Fixa.  

Ficou alguma dúvida?

Se ainda tiver alguma dúvida, mande sua pergunta por este formulário.

Caso você seja um especialista em finanças e queira complementar esta resposta, ou se quiser ser um parceiro e responder perguntas de outros leitores, entre em contato pelo e-mail: silvio.crespo@dinheiropraviver.com.br.

Fique por dentro

Para receber novos posts como este por e-mail, basta preencher o formulário abaixo.

Share on FacebookShare on LinkedIn

Sílvio Crespo

Jornalista econômico e educador financeiro. Foi editor-assistente de Economia do portal do Estadão. Ganhou duas vezes o prêmio de melhor blog do jornal O Estado de S. Paulo e uma vez o prêmio Case New Holland de Jornalismo, pelo blog Achados Econômicos, do UOL.